Pensamentos

Novembro 27 2009

 

Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão... Que tal falarmos do que não é amor? Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor. É carência. Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais, isso não é amor. É falta de amor próprio. Se você acredita que "ruim com ela(e), pior sem ela(e)", e sua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria - existe em função do outro - isso não é amor. É dependência. Se você acha que o ser amado lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio, isso não é amor. É egoísmo. Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor. É amizade. Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor. É desejo. Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor. É paixão. Agora, sabendo o que não é amor, fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação. Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e desejo; que sinta o mesmo por você, para que possam construir um relacionamento equilibrado no qual haja, aí sim, este verdadeiro e eterno amor. Minha mãe disse-me um dia: "Filha... você terá três tipos de pessoa na sua vida: - Um amigo, aquela pessoa que você terá sempre em grande estima, que você sabe que poderá contar sempre; que bastará você insinuar que está precisando de ajuda e a ajuda está sendo dada; - Uma amante, aquela pessoa que faz o seu coração pulsar; que fará com que você flutue e nada importará quando vocês estiverem juntos; - Uma paixão, aquela pessoa que você amará, desejará incondicionalmente, às vezes nem lhe importanto se ela lher quer ou não, e talvez ela nem fique sabendo disso. Mas, se você conseguir reunir essa três pessoas numa só - pode ter certeza meu filho: - Você encontrou a felicidade."

publicado por pensamentoslucena às 10:24

Novembro 27 2009

 

Por que será que nos lamentamos tanto quando nos decepcionamos, perdemos e erramos? O mundo não acaba quando nos enganamos; Ele muda, talvez, de direção. Mas precisamos tirar partido dos nossos erros. Por que tudo teria que ser correto, coerente, sem falhas? As quedas fazem parte da vida e do nosso aprendizado. Que dói, dói. Ah! Isso não posso negar! Dói no orgulho, principalmente. E quanto mais gente envolvida, mais nosso orgulho dói. Portanto, o humilhante não é cair, mas permanecer no chão enquanto a vida continua seu curso. O problema é que julgamos o mundo segundo nossa própria maneira de olhar e nos esquecemos que existem milhões e milhões de olhares diferentes do nosso. Mas não está obrigatoriamente errado quem pensa diferente da gente só porque pensa diferente. E nem obrigatoriamente certo. Todo mundo é livre de ver e tirar suas próprias conclusões sobre a vida e sobre o mundo. Às vezes acertamos, outras erramos. E somos normais assim. Então, numa discussão, numa briga, Pare um segundo e pense: "e se eu estiver errado?" É uma possibilidade na qual raramente queremos pensar. Nosso "eu" nos cega muitas vezes. Nosso ciúme, nosso orgulho e até, Por que não, nosso amor. Não vemos o lado do outro e nem queremos ver. E somos assim, Muitas vezes injusto tanto com o outro quanto com a gente mesmo, já que nos recusamos a oportunidade de aprender alguma coisa com alguém. E é por que tanta gente se mantém nessa posição que existem desavenças, guerras, separações. Ninguém cede e as pessoas acabam ficando sozinhas. E de que adianta ter sempre razão, Saber de tudo, Se no fim o que nos resta é a solidão? Vida é partilha. E não há partilha sem humildade, sem generosidade, sem amor no coração. Se fecharmos nossa alma e nosso coração, nada vai entrar. E será que conseguiremos nos bastar a nós mesmos? Eu duvido. Não andamos em cordas bambas o tempo todo, mas às vezes é o único meio de atravessar Nunca duvide do seu poder de sobrevivência! Se você duvida, cai. Aprenda com o apóstolo Pedro que, enquanto acreditou, andou sobre o mar, mas começou a afundar Quando sentiu medo. Deus não prometeu Dias sem Dor; Risos sem Sofrimentos; Sol sem Chuva. Ele prometeu Força para o Dia; Conforto para as Lágrimas e Luz para o Caminho."

 

TEXTO DE Letícia Thompson

publicado por pensamentoslucena às 09:42

Novembro 27 2009

 

Não importa onde você parou... em que momento da vida você se cansou... o que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e, o mais importante: acreditar em você novamente. Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado... Chorou muito? Foi limpeza da alma... Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia... Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechou a porta até para os anjos... Está se sentindo sozinho? Talvez você tenha afastado as pessoas no seu "período de isolamento".. Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da sua melhora... Pois bem, agora é hora de reiniciar, de pensar na luz... de encontrar prazer nas coisas simples de novo. Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para se aproximar. Que tal dar um jeito no visual, fazer um novo curso ou realizar aquele velho desejo de aprender a pintar, desenhar, dominar o computador, ou qualquer outra coisa? Observe quantos desafios a vida está a lhe oferecer! Quanta coisa nova está esperando para ser descoberta! Quando nos trancamos na tristeza, nem nós mesmos nos suportamos, ficamos horríveis. O mau humor vai minando nosso fígado, até a boca ficar amarga. Se você está se sentindo assim, com a sensação de derrota, é hora de recomeçar... E hoje é um bom dia para enfrentar novos desafios. Defina aonde você quer chegar e dê o primeiro passo. Comece por fazer uma faxina mental, jogando fora todos esses pensamentos e sentimentos pessimistas que se acumularam ao longo do tempo. Atire para longe os ressentimentos, as mágoas, os melindres que impedem a felicidade de entrar. Desfaça-se desse sentimento de inferioridade, de incapacidade, e valorize-se. Você é o que fizer de você. Em seguida, faça uma faxina no seu quarto. Jogue fora todo aquele lixo que você acumula há tempos, só como recordação do passado. Papéis velhos dos quais você nunca precisou. Disco e fitas que você não irá mais ouvir, ingressos de cinema, bilhetes de viagens, e tudo aquilo que só traz recordações tristes. Abra seu guarda-roupa e retire tudo o que não usa mais. Doe para alguém que precisa. Doe os calçados que apertam seus pés ou que não servem porque seu número não é mais o mesmo. Para recomeçar é preciso abrir espaços mentais e físicos... Depois que tomar essas providências, leia um bom livro, assista um bom filme, para alimentar sua mente com idéias positivas e otimistas. Aproxime-se dos amigos, dos familiares, das pessoas alegres que ajudarão você a sustentar o bom ânimo e a coragem. Evite, enquanto se restabelece, a presença de pessoas pessimistas e desanimadas. Só as busque quando estiver forte o bastante puder ajudá-las. Busque um lugar calmo e eleve a Deus uma prece. Mas comece agradecendo pela vida, pelas oportunidades renovadas, pelos obstáculos e desafios que surgem no caminho. Eles nos fazem mais forte quando os superamos. Lembre-se: o dia de hoje é uma página em branco que o Criador lhe oferece para que você escreva um novo capítulo da sua história. Recomeçar é só uma questão de querer. Se você quer, Deus quer. É por isso que Ele acena sempre com essa nova chance chamada presente. Pense nisso e não perca nem mais um minuto!

publicado por pensamentoslucena às 08:38

Novembro 27 2009

 

Em uma reunião de pais numa escola da periferia, a diretora ressaltava o apoio que os pais devem dar aos filhos; pedia-lhes também que se fizessem presentes o máximo de tempo possi¬vel. Ela entendia que, embora a maioria dos pais e mães daquela comunidade trabalhasse fora, deveriam achar um tempinho para se dedicar e entender as crianças. Mas a diretora ficou muito surpresa quando um pai se levantou e explicou, com seu jeito humilde, que ele não tinha tempo de falar com o filho, nem de vê-lo durante a semana, porque quando ele saí¬a para trabalhar era muito cedo e o filho ainda estava dormindo. Quando voltava do serviço já era muito tarde e o garoto não estava mais acordado. Explicou, ainda, que tinha de trabalhar assim para prover o sustento da famí¬lia, mas também contou que isso o deixava angustiado por não ter tempo para o filho e que tentava se redimir indo beijá-lo todas as noites quando chegava em casa. E, para que o filho soubesse da sua presença, ele dava um nó na ponta do lençol que o cobria. Isso acontecia religiosamente todas as noites quando ia beijá-lo. Quando o filho acordava e via o nó, sabia, através dele, que o pai tinha estado ali e o havia beijado. O nó era o meio de comunicação entre eles. A diretora emocionou-se com aquela singela história e ficou surpresa quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da escola. O fato nos faz refletir sobre as muitas maneiras das pessoas se fazerem presentes, de se comunicarem com os outros. Aquele pai encontrou a sua, que era simples, mas eficiente. E o mais importante é que o filho percebia, através do nó afetivo, o que o pai estava lhe dizendo. Por vezes, nos importamos tanto com a forma de dizer as coisas e esquecemos o principal, que é a comunicação através do sentimento, simples gestos como um beijo e um "nó na ponta do lençol" valiam para aquele filho muito mais do que presentes ou desculpas vazias. Autor desconhecido

publicado por pensamentoslucena às 08:32

Novembro 27 2009

1  ¶ Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.
2  Louvai ao Deus dos deuses; porque a sua benignidade dura para sempre.
3  Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre.
4  Aquele que só faz maravilhas; porque a sua benignidade dura para sempre.
5  Aquele que por entendimento fez os céus; porque a sua benignidade dura para sempre.
6  Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre.
7  Aquele que fez os grandes luminares; porque a sua benignidade dura para sempre;
8  O sol para governar de dia; porque a sua benignidade dura para sempre;
9  A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre;
10  ¶ O que feriu o Egito nos seus primogênitos; porque a sua benignidade dura para sempre;
11  E tirou a Israel do meio deles; porque a sua benignidade dura para sempre;
12  Com mão forte, e com braço estendido; porque a sua benignidade dura para sempre;
13  Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes; porque a sua benignidade dura para sempre;
14  E fez passar Israel pelo meio dele; porque a sua benignidade dura para sempre;
15  Mas derrubou a Faraó com o seu exército no Mar Vermelho; porque a sua benignidade dura para sempre.
16  Aquele que guiou o seu povo pelo deserto; porque a sua benignidade dura para sempre;
17  Aquele que feriu os grandes reis; porque a sua benignidade dura para sempre;
18  E matou reis famosos; porque a sua benignidade dura para sempre;
19  Siom, rei dos amorreus; porque a sua benignidade dura para sempre;
20  E Ogue, rei de Basã; porque a sua benignidade dura para sempre;
21  E deu a terra deles em herança; porque a sua benignidade dura para sempre;
22  E mesmo em herança a Israel, seu servo; porque a sua benignidade dura para sempre;
23  ¶ Que se lembrou da nossa baixeza; porque a sua benignidade dura para sempre;
24  E nos remiu dos nossos inimigos; porque a sua benignidade dura para sempre;
25  O que dá mantimento a toda a carne; porque a sua benignidade dura para sempre.
26  Louvai ao Deus dos céus; porque a sua benignidade dura para sempre.
 

publicado por pensamentoslucena às 08:13
Tags:

Novembro 26 2009

 

Uma mulher forte malha todo dia para manter seu corpo em forma... Uma mulher de força constrói Relacionamentos para manter sua alma em forma. Uma mulher forte não tem medo de nada... Uma mulher de força demonstra coragem, em meio a seus medos. Uma mulher forte não permite que ninguém tire o melhor dela... Uma mulher de força dá o melhor de si a todos. Uma mulher forte comete erros e evita-os no futuro... Uma mulher de força Percebe que os erros na vida, também podem ser bênçãos inesperadas e aprende com eles. Uma mulher forte tem o olhar de segurança na face... Uma mulher de força tem a graça. Uma mulher forte acredita que ela é forte o suficiente para a jornada... Uma mulher de força tem fé que é durante a jornada que ela se tornará forte.

publicado por pensamentoslucena às 11:41

Novembro 26 2009

 

Sabes diferenciar a Verdade das mentiras? A Verdade quando é dita faz você se sentir em paz com sua alma, enquanto que a mentira não deixa sua alma descansar em paz. A Verdade acontece naturalmente, enquanto que a mentira deixa de ser uma atitude natural. A Verdade não deixa dúvidas, enquanto que a mentira se alimenta dela. A Verdade produz bons frutos, enquanto que a mentira apodrece os mesmos. A Verdade leva você ao Ser superior, enquanto que a mentira te distância Dele. A Verdade não precisa se impor, enquanto que a mentira se impõe a qualquer preço. A Verdade não precisa de autofalante, prevalece, enquanto a mentira sempre precisa gritar mais alto. A Verdade nos conduz às alegrias, enquanto que a mentira nos leva às lágrimas. A Verdade te une as pessoas verdadeiras, enquanto que a mentira te rodeia de pessoas com a mesma sintonia. A Verdade é o espelho da alma, enquanto que a mentira é o espelho sem Luz. A Verdade não precisa de planejamento, enquanto que a mentira vive planejando. A Verdade te encaminha para o amor puro, enquanto que a mentira te engana com amor ilusório. A Verdade jamais será sua mentira, enquanto que a mentira não passará disso. A Verdade é tolerante, enquanto que a mentira é arrogante. A Verdade te esclarece e mostra que só há um caminho, enquanto a mentira te confunde mostrando vários. A Verdade nasce e poderá morrer com você, enquanto que a mentira não sobreviverá. A Verdade sempre será eterna, enquanto que a mentira se desfaz. A Verdade joga limpo, enquanto que a mentira engana, trai e usa de artimanhas. A Verdade é inteligente, enquanto que a mentira te considera um ignorante. A Verdade não precisa de vestimentas, enquanto que a mentira se veste de diferentes formas. A Verdade olha direto nos seus olhos, enquanto que a mentira foge do seu olhar. A Verdade procura que você a descubra, enquanto que a mentira, mente para você não descobri-la. A Verdade sobrevive sozinha, enquanto que a mentira sobrevive de você. A Verdade oferece uma vida com horizontes a conquistar, enquanto que a mentira lhe tira a oportunidade de manter os horizontes conquistados. A Verdade te acalma, enquanto que a mentira mantêm a sua mente atormentada. A Verdade é o encontro com Ele, enquanto que a mentira é o distanciamento Dele. A Verdade faz você caminhar para a Luz, enquanto que a mentira lhe mostra o caminho das trevas. A Verdade te fortalece, enquanto que a mentira te enfraquece. QUANDO TU ACHARES QUE A MENTIRA ESTA CONDUZINDO A TUA VIDA, PROCURE A VERDADE E ELA VOS LIBERTARÁ.

publicado por pensamentoslucena às 11:05

Novembro 26 2009

 

aprender a ser cuidadoso... ... Saber ser elegante... ... Saber brincar sem magoar os outros... ... Saber aceitar as diferenças... ... Saber usar a sua grandeza em benefício de todos... ... Saber baixar-se para ver o melhor ângulo... ... não usar o tamanho para envergonhar os outros... ... Saber que o equilíbrio é importante... ... Saber amar o que é ainda maior... ... Saber divertir-se com amigos de todos os tamanhos... ... não se importar de ficar na sombra para que todos possam aparecer...

publicado por pensamentoslucena às 10:58

Novembro 26 2009

 

E assim, naquele dia que parecia como outro qualquer, decidi que o meu maior triunfo seria sobre mim mesmo. E assim, naquele dia que parecia como outro qualquer, meu mundo tornou-se cinzento. Aprendi que as quedas são estímulos para que aprendamos a levantar, com dignidade e com coragem. Aprendi que para olhar o mundo, é preciso estar no chão. Eu só o conhecia do alto da minha arrogância. Aprendi que nada nos acontece por acaso. Sempre há um “para que”. Descobri que nunca tinha questionado se minhas ambições incluíam a ética. Descobri as caras feias que eu estava vendo nada mais eram que meus reflexos em milhares de espelho. Naquele dia descobri que meus rivais e meus desafetos eram apenas ameaças à minha insegurança. . As sombras que me seguiam nada mais eram do que o reflexo negro da minha alma. Descobri que carregava em mim um Ego muito maior que eu. Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido. Descobri que as minhas ambições eram fruto da minha enorme onipotência. Aprendi também que de nada serve ser luz se não posso iluminar o caminho dos demais. Naquele dia, deixei de ser um propagandista dos meus triunfos passados e passei a ser a minha luz do presente. Naquele dia, deixei de ser o comercial do meu pseudo-conhecimento e passei a aprender um pouco mais. Aprendi também que de nada serve saber se não posso compartilhar e legar o conhecimento. Que para multiplicar o pão de cada dia, é preciso dividí-lo. Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim continuar a subida. Aprendi que a vitória duradoura não vem de sopetão. Ela é conquistada por etapas. Eu subi rápido demais, alto demais! Vi que na luta pelos meus objetivos, o maior é lutar. E que são os caminhos sofridos que nos amadurecem e domam. Aprendi que posso fazer qualquer coisa e arcar com a responsabilidade das quedas. Deixei de me importar com quem ganha ou perde, e me importar simplesmente com quem faz. Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las. Decidi ver cada problema como uma oportunidade para aprender a achar soluções. Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de recomeçar Decidi ver cada noite como um mistério a resolver. Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis. Aprendi que as palmeiras altas e eretas, nos dão uma lição de dignidade e postura, diante das intempéries da vida. Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar alguém de "amigo". Descobri que o amor é mais que um simples estado enamorado, "o amor é uma decisão de vida. Vi que não estava protegendo aqueles que eu amo. Quando o bem é precioso demais, todo zelo é pouco. E que eu não sou o bem mais precioso! Aprendi que a compaixão não é sentimentalismo e sim humanidade. Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para fazer a realidade. Aprendi que a imagem do inatingível é o que nos aciona para que o busquemos. Tudo para mim foi atingível! E desde aquele dia já não batalho para triunfar e sim para lutar no combate. E desde aquele dia já não durmo para descansar simplesmente... durmo para sonhar! E desde aquele dia já não vivo mais para ganhar e sim para viver. Para cair... Para levantar... Para continuar... Para chorar... Para perdoar... Para respeitar... Para amar... ... Para aprender e para decidir sobre quem eu quero ser.

publicado por pensamentoslucena às 10:43

Novembro 26 2009

 

Pense em alguém que seja poderoso... Essa pessoa briga e grita como uma galinha, ou olha e silencia, como um lobo? Lobos não gritam. Eles têm a aura de força e poder. Observam em silêncio. Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio. Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas. Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos. Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis. Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota. Olhe. Sorria. Silencie. Vá em frente. Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar. Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso. Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) idéia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques. Não é verdade ! Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que quer reagir. Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal. Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça. Você pode escolher o silêncio. Além disso, você não terá que se arrepender por coisas ditas em momentos impensados, como defendeu Xenocrates, mais de trezentos anos antes de Cristo, ao afirmar: “ME ARREPENDO DE COISAS QUE DISSE, MAS JAMAIS DO MEU SILÊNCIO". Responda com o silêncio, quando for necessário. Use sorrisos, não sorrisos sarcásticos, mas reais. Use o olhar, use um abraço ou use qualquer outra coisa para não responder em alguns momentos. Você verá que o silêncio pode ser a mais poderosa das respostas. E, no momento certo, a mais compreensiva e real delas.

 

Aldo Novak

 

publicado por pensamentoslucena às 10:20
Tags:

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
16
20
21

22
28

29


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO