Pensamentos

Março 19 2010

                           

- Amor, acorda, o bebê está chorando.
- E daí?
- Ele deve estar com fome, prepara a mamadeira pra ele.
- Querida, estou muito cansado...
- Mas já levantei quatro vezes esta noite, faz esse favor pra mim.
- Deixe ele chorar!
- Não é assim que se deve tratar o seu único filho!
- Ta bom, eu vou, mas se ele voltar a chorar, você quem irá.

O marido levantou meio atordoado pelo sono...
- Esse bebê está me dando mais trabalho do que eu esperava! Se soubesse, teria caído fora a tempo. Pensava ele enquanto esquentava a mamadeira do bebê. No momento em que ele chegou ao berço o bebê já havia parado de chorar...
- Agora que esquentei a porcaria da mamadeira, o filho da mãe dorme! Não mereço esse castigo.
-Acorda pirralhinho! Agora que eu esquentei, você vai ter de tomar até a última gota!
E balançava a criança com a mão, ela não se mexia...
- Acordaaa! Você me acordou, agora eu que estou te acordando! 
Ele então reparou que a cabeça da criança estava azulada. Seu desespero foi imediato, pegou a criança no colo e correu para o seu quarto...
- Querida! Pelo amor de Deus, acorde! Ele não se mexe! Me ajude!

Ela pulou da cama em desespero e em um segundo já estava com a criança em suas mãos, estava morta...
- Ele morreu! Olha o que você fez com meu bebê!
- Não foi culpa minha, eu cheguei no berço e ele estava assim! As lágrimas jorravam de seu rosto...
- Pelo amor de Deus, diga que não está acontecendo.
- Deus! Por que você me castiga deste jeito!
E então se lembrou de tudo que pensou enquanto preparava a mamadeira. Refletiu sobre todos os quatro meses que passara junto ao bebê, nunca fora um bom Pai, enquanto sua mulher se dedicava com todas as suas forças ele o ignorava, e ignorava também a mulher quando cobrava dele...
 
" - Pegue-o no colo, só um pouquinho";
" - Veja amor, ele está sorrindo";
" - Ele tem cócegas nas bochechas.
" - Amor, você não está olhando."
" - Não chama ele de pirralho, ele é seu filho."

Sentia a culpa tomar conta de si, sentia-se desgraçado, ele era o culpado e não tinha dúvidas disso...
- Fui eu. - disse ele, havia amargura em seus olhos.
- Eu nunca mereci esta criança, nunca dei amor suficiente, nem pra você, e nem pra ela. As lágrimas pareciam não ter fim....
- Foi Deus quem me castigou! Ele era meu filho! Meu filhinho e desabou novamente a chorar. A essa altura ele esperava por qualquer coisa da mulher...

"Ainda que me matasse, estaria certa" - pensava. E não era de se espantar se ela o fizesse pois estava com o rosto fechado, seus olhos encharcados pareciam ter morrido junto com o bebê. Segurava a criança no colo e não dizia uma palavra. Então ela quebrou o silêncio, sua voz era rouca e melancólica...
- Deus não castiga. Sei que você nunca deu atenção suficiente ao bebê, ele te adorava e você nunca ligou pra isso. Mas não te culpo por isso, e apesar de tudo sei que você o amava. Ela sorrira...
- Se não o amasse, não estaria em tantas lágrimas agora. Ele não entendia por que ela o consolava. "Ela devia me matar" Pensou - "Assumi que não presto e mesmo assim ela me consola"
 
E então ele se lembrou de todas as vezes que ela foi amável com ele, e não eram poucas pois em todo o mundo, ele não conseguia pensar em alguém mais pura e gentil. "Tinha tudo que poderia desejar e nunca dei valor." Nessa hora seu choro dobrou de tamanho, não sabia mais se chorava por seu filho ou por sua esposa, mas entendeu que seu choro era de arrependimento. Tentou dizer algo pra esposa mas uma nuvem branca tomou conta de seus olhos e de repente tudo ficou negro...
- Amor, acorda, o bebê está chorando.
Era voz de sua mulher. Abriu os olhos, estava deitado em seu quarto...
- Amor, ele deve estar com fome esquenta a mam... por que você está chorando?
- Nada, já estou indo.
 
De longe dava pra escutar a voz de seu filho chorando. Ele correu até o berço e lá estava seu filho, chorava muito. Ele o pegou nos braços e beijou a criança. Ela cessou o choro, estava rindo...
"- Ele tem cócegas nas bochechas."
Lembrou - e ficou brincando com a criança por um longo tempo até que sua mulher chegou...
- Você não voltou pra cama, fiquei preocupada. Alguma coisa errada com o  bebê?
- Veja amor, ele está sorrindo!
Ele parecia uma criança com um brinquedo que acabara de ganhar...
- Meu filho está sorrindo pra mim!  
A mulher se comoveu, nunca havia visto seu marido daquele jeito. Ele fazia cócegas na bochecha do menino e depois o beijava, parecia outro homem. Ela o abraçou...
- Querido, há muito tempo eu venho pedindo a Deus que você passasse a gostar  mais dessa criança. Fico grata por Ele ter me atendido.
-"Deus não castiga".
Lembrou ele em voz alta.
- O que você disse?
- Nada querida. Eu te amo!
- Também te amo.

Deus não castiga! Fique com Deus!

 

publicado por pensamentoslucena às 12:15

Março 19 2010

 

 

 

 

 

                   

 

 

No quarto do hospital, onde a esposa estava internada sob tratamento intensivo, o esposo a observava, com ar de tristeza.

A filha se esmerava em cuidados e carinho junto ao leito da mãe. De repente, o marido aproximou-se da filha e lhe disse, com convicção: “quando eu ficar velho, não quero ficar dessa maneira, sob um leito, totalmente dependente.”

O que vale a pena ressaltar, é que o esposo tem 92 anos de idade...
E não se acha velho... Porque velho ele realmente não é, apesar de ser idoso. Ele mantém o mesmo entusiasmo e motivação da sua mocidade.

Com sua jovialidade, de espírito lúcido, não se deixou levar pela idade...

Não permitiu que a soma dos anos lhe pesassem sobre os ombros, sempre eretos e dispostos às responsabilidades que a vida lhe apresenta.

Já teve muitas desilusões, como todo mundo, mas não permitiu que isso o tornasse amargo.

Ele assistiu duas guerras mundiais, mas não deixou que seus sonhos fossem soterrados sob os escombros da violência.

Aceitou as dificuldades da caminhada como desafios, e nunca como obstáculos a impedir seus passos na estrada da evolução. Usou sempre a moderação como guia seguro nas horas de decisão. Jamais se deixou levar pelos apelos da inferioridade que arrastam muitos homens pelas veredas da desonra. Um homem íntegro, bom esposo, bom pai, bom irmão e amigo, um cidadão correto. É um espírito valente, respeitador dos valores morais; é um grande homem. Por todas essas razões ele não é um velho...

Para ser velho não precisa ser idoso, basta fechar-se na concha escura do egoísmo, dos preconceitos, do orgulho.

Existem pessoas de pouca idade que estão com a alma enrugada pela corrupção, pela prepotência, pela soberba, pela violência interna, pela deslealdade, pela depressão.

São jovens na idade mas esclerosados nos sentidos. Não estão dispostos a renovar atitudes, a aprender novas lições, a libertar-se dos preconceitos e dos vícios aos quais se acorrentam cada vez mais. Têm corpo jovem e mente envelhecida, cristalizada em idéias das quais não abrem mão.

Dessa forma, podemos entender que juventude e velhice são estados d’alma, independentes da idade cronológica.

Jovem é todo aquele que tem disposição de viver, de crescer, de rever atitudes e aprender sempre.

Jovem é quem tem esperança, quem aposta na vida, quem enfrenta desafios com um sorriso nos lábios e fé no futuro

 

publicado por pensamentoslucena às 12:02

Março 19 2010

                                                    

 

 

Não é preciso que você tenha todas as virtudes. Importa que boa parte delas estejam na sua pauta diária, como metas a serem alcançadas gradativamente.

Não é preciso que você seja perfeito. Importa que você manifeste generosamente aquela parcela do seu Ser que já é pura luz e perfeição. Não é preciso que você seja santo. - Somos todos pecadores...

Importa o veredicto da sua própria consciência quando a sós consigo mesmo e o firme propósito de não incorrer nas mesmas transgressões, por você reconhecidas. Não é preciso que você ame seus inimigos.

Importa que suas atitudes de legítima bondade e retidão desfaçam os liames de ódio que os mantêm atrelados a sua pessoa. Não é preciso que você seja um pilar de forças e sabedoria. Importa compreender que neste mundo somos todos frágeis e carentes aprendizes, passando pelas muitas provas que a vida nos oferece a cada dia.

Não é preciso que você seja um vencedor aos olhos do mundo. Importa sim, a paz advinda daquelas pequenas vitórias diárias que só você e tão somente você conhece.

Não é preciso que você seja popular, famoso, amado ou benquisto. Importa primeiro que você se ame e se respeite, pelo sincero reconhecimento daquela Divina Centelha que habita seu Ser, de forma singular e inigualável.

Sorria sempre! Diga "muito obrigado" em todas as situações e que em seus lábios sempre haja uma palavra de louvor!


(Fátima Irene Pinto)

 

publicado por pensamentoslucena às 11:46

Março 19 2010

 

 

Às vezes o caminhar é lento, mas o importante é não parar. Mesmo um pequeno progresso é um avanço na direção certa. E qualquer um é capaz de fazer um pequeno progresso.

Se você não pode conquistar algo importante hoje, conquiste algo menor. Pequenos riachos se transformam em rios poderosos. Continue em frente.

O que de manhã parecia fora de alcance, pode ficar mais próximo à tarde se você continuar em frente. O tempo que usar trabalhando com paixão e intensidade aproximará você do seu objetivo.

É bem mais difícil começar de novo se você pára completamente.
Então, continue em frente. Não desperdice a chance que você mesmo criou.

Existe algo que pode ser feito agora mesmo, ainda hoje. Pode não ser muito, mas fará com que continue no jogo. Caminhe rápido enquanto puder.

Caminhe lentamente quando for preciso. Mas, seja o que for, continue andando.

 

publicado por pensamentoslucena às 11:17

Março 19 2010

 

 

 

                        

 

 

"O mestre passeava por um campo de trigo quando um discípulo se aproximou e fez a seguinte colocação:
- Não sei como distinguir o verdadeiro caminho. Qual é o segredo?
- O que significa este anel no seu dedo direito? Perguntou o mestre.

- Meu pai me deu antes de morrer.
- Pois me entregue. O discípulo obedeceu, e o mestre atirou o anel no meio do campo de trigo.

- E agora? Gritou o discípulo. Terei que parar tudo o que estava fazendo para procurar o anel! Ele é muito importante para mim!

- Quando achá-lo, lembre-se: você mesmo respondeu a pergunta que me fez. É assim que se distingue o verdadeiro caminho: ele é mais importante que todo o resto.”

E você? Quando dará valor ao seu anel, à sua vida e conquistas?

Quando tiver alguma dúvida se as suas realizações estão valendo a pena, mesmo que alguns insucessos ocorram, jogue o seu anel no meio do campo de trigo.

Assim você poderá avaliar e quem sabe perceber o quanto a sua vida é rica de plenitude.

 

publicado por pensamentoslucena às 11:07

Março 19 2010

 

Um dia um homem, entrou  numa pequena bomboniere, onde se vendiam doces e doces...

Quando comprou uma maça do amor e foi pagá-la encontrou um velhinho no caixa, com sua voz cansativa, uns 80 anos mais ou menos...

Foi quando começaram a conversar de vida... aquele velho homem, fez 3 perguntas que ficaram na mente daquele rapaz por uma semana...

Primeira: Qual é o momento mais feliz da sua vida? Segunda: Quem é a pessoa ou as pessoas mais importantes da sua vida? Terceira: E o que você tem a fazer para elas naquele momento?

Passou-se uma semana e o homem ficou com essas 3 perguntas na sua cabeça, foi quando resolveu voltar a bomboniere para decifrar as respostas...

Quando voltou, tinha um bilhete, lhe disseram que o senhor tinha morrido, mas tinha  deixado um bilhete... ...com o coração apertado aquele homem abriu e teve uma surpresa ao lê-lo!!!

Tinham as 3 respostas...
As  lagrimas começaram a correr pelo seu rosto... então leu que o momento mais importante de nossa vida é o AGORA! A pessoa ou as pessoas mais importantes da nossa vida é aquela ou aquelas que estão vivendo o momento com você! E o que você tem que fazer a ela ou elas? Somente... FAZÊ-LAS FELIZES!

 

publicado por pensamentoslucena às 10:43
Tags:

Março 19 2010

Você se importa com a opinião que os outros têm a seu respeito? Se a sua resposta for não, então você é uma pessoa que sabe de si mesma. Que se conhece. É auto-suficiente. No entanto, se a opinião dos outros sobre você é decisiva,  pense um pouco sobre o quanto isso pode lhe ser prejudicial.

O primeiro sintoma de alguém que está sob o jugo da opinião alheia, é a dependência de elogios. Se ninguém disser que o seu cabelo, a sua roupa, ou outro detalhe qualquer está bem, a pessoa não se sente segura.
Existem pessoas que ficam o tempo todo à procura de alguém que lhes diga algo que as faça se sentir seguras, mesmo que esse alguém não as conheça.

Pessoas que dependem da opinião alheia e se infelicitam na tentativa de agradar sempre.


 E, quando essas pessoas, inseguras e dependentes, não encontram ninguém que as elogie, que lhes diga o que desejam ouvir, se infelicitam e, não raro, caem em depressão.

Não se dão conta de que a opinião dos outros é superficial e leviana, pois geralmente não conhecem as pessoas das quais falam.

Para que você seja realmente feliz, aprenda a se conhecer e a se aceitar como você é.

Não acredite em tudo o que falam a seu respeito.

Não se deixe impressionar com falsos elogios, nem com críticas infundadas.

Seja você. Descubra o que tem de bom em sua intimidade e valorize-se. 

Procure estar bem com a sua consciência, sem neurose de querer agradar os outros, pois os outros nem sempre dão valor aos seus esforços.

 Quando a pessoa se conhece, podem emitir dela as opiniões mais contraditórias que ela não se deixa impressionar, nem iludir, pois sabe da sua realidade.

Nesses dias em que a mídia tenta criar protótipos de beleza física, e enaltecer a juventude do corpo como único bem que merece investimento, não se deixe iludir. Você vale pelo que é, e não pelo que tem ou aparenta ser. A verdadeira beleza é a da alma. A eterna juventude é atributo do espírito imortal.

 Os elogios levianos não acrescentam nada além do que você é, e as críticas negativas não tornarão você pior. Busque o autoconhecimento e aprenda a desenvolver a auto-estima.

Mas lembre-se: seja exigente para consigo, e indulgente para com os outros. Eis uma fórmula segura para que você encontre a autoconfiança e a segurança necessárias ao seu bem-estar efetivo.
E jamais esqueça que a verdadeira elegância é a do caráter, que procede da alma justa e nobre.

Pense nisso, e liberte-se do jugo da opinião dos outros.

 

publicado por pensamentoslucena às 10:16

Março 19 2010

                                      

Você vem ao mundo sem coisa alguma. Assim, uma coisa é certa: nada lhe pertence. Você vem absolutamente despido, porém com ilusões. É por isso que toda criança nasce com as mãos fechadas, cerradas, acreditando que está trazendo tesouros, e aqueles punhos estão vazios.

E todos morrem com as mãos abertas. Tente morrer com as mãos cerradas, até o momento ninguém conseguiu. Ou tente nascer com as mãos abertas, ninguém conseguiu também.
 
Nada lhe pertence, então você está preocupado com qual insegurança? Nada pode ser roubado, nada pode ser tirado de você. 

Tudo o que você está usando pertence ao mundo. E um dia você terá que deixar tudo aqui. Você não será capaz de levar coisa alguma com você. “Será que estou no caminho certo?”

As indicações de que você está no caminho certo são muito simples: 

a) Suas tensões começam a desaparecer. 
b) Você fica mais e mais senhor de si. Mais e mais calmo. 
c) Encontrará beleza em coisas que jamais concebeu pudessem ser belas. 

d) As menores coisas começarão a ter imenso significado. 
e) O mundo inteiro se tornará mais e mais misterioso a cada dia. 
f) Você se tornará menos e menos culto e mais e mais inocente como uma criança correndo atrás de borboletas, ou pegando conchas do mar numa praia. 

g) Você sentirá a vida não como um problema, mas como uma dádiva, uma benção, uma graça.

Essas indicações crescerão continuamente se você estiver na pista certa. Baste-se!  Não dependa de nada para ser feliz.

Você tem a VIDA!

 

(Osho no livro "Mais Pepitas de Ouro")

 

publicado por pensamentoslucena às 10:01
Tags:

Março 19 2010

Passamos o tempo todo culpando que agradecendo. Esperando que fazendo. Invejando que apoiando. Passamos a vida sem vivê-la querendo sempre mais...

Olhamos aqueles que nada possuem nos apiedamos culpamos que nada é feito. Quando fazemos, queremos os louros não o trabalho. Queremos o destaque não o sacrifício.

Culpamos a falta de conforto, tendo. Culpamos a falta de oportunidade, sem buscar. Culpamos a todos na nossa insatisfação. Percebemos ás vezes nossos enganos quando acometidos de um mal sem cura.

Lembramos de “DEUS”. Pedimos socorro à “DEUS”. Imploramos tempo para aproveitar  a vida que não vivemos.

 

 

(Maria Clara Segobia )

 

publicado por pensamentoslucena às 09:31

Março 19 2010

 

Não precisa de colher de pau, nem acrescentar um pouco de mal faça apenas como manda a receita: Pegue duas xícaras de carinho, mais duas colheres (de brisa) de carência, adicione mel de fantasias à gosto, e bata tudo numa vasilha especial, vermelha de preferência, com sabor de fécula floral. Deixe congelar por algumas horas, e depois esparrame na cama, sobre os lençóis, lágrimas sinceras em pequenos pedaços, apenas para incorporar a massa.

Pegue amor em abundância, mas precisa ser amor de qualidade. Coloque nas formas de coração e reserve, por tempo  indeterminado. Não olhe pra trás, não lembre dessa receita seja firme, promova a paz, em doses descontroladas de emoções.

Quando sentir saudade, retire tal anotação de seu coração... Adicione a receita do próximo e misture tudo muito bem.
Irá perceber que degustar o amor não precisa de dosagem certa, nem de regras para saboreá-lo. É necessário apenas
que ferva, com freqüência, os batimentos no teu peito, e que para se lambuzar na vida.

Sem amor... não continuará vivendo. 
- Amor

O AMOR É IGUAL A UMA BORBOLETA, QUANDO VOCÊ TENTA PEGÁ-LA, ELA FOGE, MAS QUANDO VOCÊ ESTÁ DISTRAÍDO, ELA VEM E POUSA EM VOCÊ!

 

publicado por pensamentoslucena às 09:13

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
20

21
26
27

28
29


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO