Pensamentos

Abril 06 2010

 

 
 
 
 

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As  pessoas não estão  neste mundo para satisfazer  as nossas expectativas,  assim como não estamos  aqui, para satisfazer  as delas.

 
 
 
 

 

Temos  que nos bastar...

Nos  bastar sempre e quando  procuramos estar com  alguém, temos que nos  conscientizar de que  estamos juntos porque  gostamos, porque queremos  e nos sentimos bem,  nunca por

precisar  de alguém.

 
 
 
 

 

As  pessoas não se precisam,

elas  se completam...

Não  por serem metades, mas  por serem inteiras,

dispostas  a dividir objetivos  comuns,

alegrias  e vida.

 
 
 
 

 

Com  o tempo, você vai  percebendo que para  ser feliz com a  outra pessoa, você  precisa em primeiro  lugar, não precisar  dela.

 
 
 
 

 

Você  aprende a gostar de  você, a cuidar de  você, e principalmente  a gostar de

quem  gosta de você. 

Percebe,  também, que aquela  pessoa que você ama  (ou acha que ama)  e, que não quer  nada com você, definitivamente,  não é o homem  ou a mulher de

sua  vida.

 
 
 
 

 

O  segredo é não cuidar  das borboletas e

sim  cuidar do jardim para  que elas

venham  até você.

 
 
 
 

 

No  final das contas, você  vai achar não

quem  você estava procurando,  mas quem estava procurando  por você!

 
 
 
 

 

Autor  texto: Mário Quintana

 

publicado por pensamentoslucena às 13:17

Abril 06 2010

 

No  tecido da

história  familiar,

as  mãos de minha mãe

reforçaram  as costuras 
 
 

para  nos

protegerem

de  qualquer empurrão

da  vida …

As  mãos de minha mãe

uniram  com um alinhavo as  partes do molde 
 

sem  esquecer que cada uma  é diferente

da  outra e que juntas  fazem um todo 
 

como  a família … 
 

As  mãos de minha mãe

fizeram  bainhas 
 
 
 
 
 

para  que

  pudessemos crescer 

para  que 

não  nos ficassem curtos

os  ideais …

As  mãos de minha mãe

remendaram  os estragos 
 
 
 

para  voltarmos

a  usar o coração …

sem  fiapos de

ressentimentos  … 

As  mãos de minha mãe

juntaram  retalhos 
 
 

para  que 

tivessemos  uma manta 

única

que  nos cobrisse …

As  mãos de minha

mãe  seguraram

presilhas  e botões  
 
 

para  que 

estivessemos  unidos

e  não

perdessemos

a  esperança …

As  mãos de minha mãe  aplicaram

elásticos 
 
 

  para nos podermos adaptar

folgadamente

às mudanças exigidas pelos anos …

As  mãos de minha mãe

bordaram  maravilhas 
 
 

para  que a vida

nos  surpreendesse

com  as suas contínuas

dádivas  de beleza …

As  mãos de minha

mãe  coseram

bolsos  
 

para  guardar

neles

as  moedas

valiosas  das

melhores  recordações

e  da minha identidade  …

As  mãos de minha mãe,

quando  estavam quietas… 
 

zelavam  os 

meus  sonhos para que alimentassem  os meus ideais com  o pó

das  suas estrelas …

As  mãos de minha mãe

seguraram-me

com  linhas mágicas, 

quando  entrava

na  vida … 
 

para  começar a vesti-la!

As  mãos de minha mãe  nunca

abandonaram  o seu trabalho… 
 

E  sei muito bem que  hoje, onde estiverem, 

fazem  orações por mim … 
 

E  eu … 

Eu  beijo-as

como  se recebesse bençãos!

publicado por pensamentoslucena às 13:13

Abril 06 2010

Você sabia que existe um jeito muito fácil de ser feliz? É simplificando as coisas.

Sabe aquela discussão boba e sem assunto com a mulher amada? Deixe de lado. Sabe aquele problema que parece insolúvel? Deixe o tempo se acomodar, que as respostas irão fluir. Sabe aquele projeto que não deu certo? Não fique se lamentando: outros mais virão pela frente.

Assim é a nossa vida. Um dia vive-se a glória, no outro nem tanto. Mas para que ficar esquentando a cabeça ou deixando que a ansiedade tome conta do seu pensamento, desperdiçando uma energia poderosa? Para que ficar martelando sobre assuntos e coisas sem futuro, insistindo em razões sem sentido ou impróprias para a nossa essência?

Assim, ao acordar pela manhã, faça uma promessa: a partir de hoje, usarei a simplicidade como um grande instrumento em busca da minha felicidade. Faça isso e seja feliz!

publicado por pensamentoslucena às 12:24

Abril 06 2010

Somos rápidos em ignorar os outros.
Somos rápidos em reclamar quando os tempos são difíceis.
Somos rápidos em nos queixar quando nada vai pelo caminho que nós queremos.
Somos rápidos em condenar uma pessoa que nos trata injustamente.
Somos rápidos em gemer pelo preço da gasolina.
Somos rápidos em resmungar quando a conexão cai.
Somos lentos entretanto, para olhar além do limite da próprio irritação e problemas e ver que muitas pessoas pelo caminho são bênçãos em nossa vida.

Se você está tendo um mau dia e alguém lhe dá o seu sorriso, pegue esta benção. Seja digno dela. Aquele sorriso, naquele momento, é seu presente para você. Pegue-o graciosamente e diga "obrigado".

Se alguém tentar lhe alegrar quando você estiver perturbado, reconheça seu esforço. Você pode não querer ser alegrado. Pode querer permanecer zangado ou triste ou amargo ou miserável. É sua prerrogativa, mas ao menos ofereça-lhes um "Obrigado por tentar".

As pessoas nos dão pedaços e partes de si em incontáveis pequenas formas - um bom serviço num restaurante, um atendimento amigável num posto de gasolina, segurando uma porta para você quando seus braços estão cheios, dando-lhe o lugar na fila do supermercado quando percebem que você só comprou alguns poucos itens, dando-lhe um telefonema só pra ver como você está, parando para uma visita para ver se você precisa de algo, cuidando das crianças então você e seu cônjuge podem ter um jantar especial - a lista é interminável.

Pequenos gestos que nos dão significativas oportunidades de abandonar a nossa mentalidade do "eu, eu, eu" e focalizar em outra pessoa. Um verdadeiro e sincero "Obrigado" quer dizer: "reconheço o que você fez por mim e o aprecio por tê-lo feito".

 

publicado por pensamentoslucena às 11:53

Abril 06 2010

 

Certa vez presenciei um tempestade no fim da primavera. Estava tudo escuro, exceto onde o relâmpago cortava o céu. O vento sibilava e as águas caíam, diluviais.

Que devastação!

Mas não demorou muito, os relâmpagos cessaram, os raios silenciaram, a chuva parou, as nuvens se foram com o vento manso e apareceu o arco-íris.

Então, durante várias semanas os campos ficaram cobertos de flores, e por todo o verão a grama esteve mais verde, os ribeiros mais cheios e as árvores mais frondosas - tudo porque a tempestade havia passado por ali, muito embora o resto da terra já houvesse esquecido o temporal, e suas águas, e seu arco-íris.

Deus poderá não nos dar uma jornada fácil para a terra prometida , mas nos dará uma jornada segura.

Foi uma tempestade que ocasionou a descoberta das minas de ouro na Índia. E tempestades tem levado alguns a descobertas das mais ricas minas do amor de Deus.

publicado por pensamentoslucena às 11:33

Abril 06 2010

 

A crise é a melhor bênção que pode acontecer às pessoas - e até mesmo aos países. Porque a crise traz progresso, a criatividade nasce da angústia e o dia lindo vem do ventre da tempestade escura.

É na crise que surge a invenção, a descoberta, a reflexão e as grandes estratégias do marketing do amor. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar superado, e quem pendura no gancho da crise seus fracassos e lamúrias, violenta o seu próprio talento e tem mais respeito a problemas que soluções.

A crise é uma farsa, a não ser a crise da incompetência, pois o problema de pessoas e países é o de autogerência. Sem crise não há desafios, e sem desafios a vida é uma rotina que leva ao túmulo.

Sem crise ninguém tem méritos. É só na crise que você mostra que é bom, pois sem crise todo vento é carícia. Por isso, falar da crise é promovê-la e calar na crise é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhe duro, desinflacione a crise de você mesmo e acabe de uma vez com a única crise ameaçadora: a da tragédia de não saber por onde começar.

Se o momento é de crise, crie. Pior do que a crise é a falta de coragem para enfrentá-la.


publicado por pensamentoslucena às 11:09
Tags:

Abril 06 2010


Sem perceber a mulher traça seu caminho. Caminho este que se projeta através de suas dores e lutas, anseios e amores. Muitas vezes não é notada e nem valorizada. Inútil tentar decifrar essa mulher. Esse intenso universo de emoções, sensibilidade e força, está sempre rompendo barreiras para conquistar o espaço em defesa do seu filho.
 
Quando grávida, ela carrega, dentro de si, sua vida que tira tudo dela, deixando-a fraca e enjoada, pois, precisa de seu sangue para construir o próprio caminho. Os primeiros meses são difíceis, noites sem dormir, entre cólicas e manhas. Sua vaidade é ferida, acha que vai ficar feia, gorda. O brilho de seus olhos revela preocupações. Essa mulher que gera santos, bons e maus.

Mãe sempre defende, nunca vê defeitos, se a filha engravida, o culpado é o filho da outra, se bebe, se mata, alguém o colocou em maus caminhos, mas nunca assume o erro do filho. Alguns pedem sua benção, outros dizem para onde vão, outros batem a porta com força sem dizer quando voltam ou se voltarão. Por estes ela sofre, sente angústia, reza e chora.
 
Algum tempo depois, eles voltam. Rosto fechado, objetos atirados longe, xingam, chutam, deprimem..."Ele está nervoso”, justifica a mãe, “foi tão doentinho quando criança”. Não tem sorte na vida, mas tem um bom coração. “Os irmãos e o pai não tem paciência com ele”, quando está bom é um filho maravilhoso, e assim continua a mãe sempre defendendo seu filho, pois quer vê-lo feliz a qualquer preço.
 
Mãe não dorme, cochila em estado de alerta, enquanto seus filhos não chegam. Não comem senão as sobras, ou quando vai comer algo o filho aparece e pede. Mãe quando bate ou castiga, apanha junto, meio a meio. Quando o filho faz uma graça, faz questão de contar para os outros, pois o dela é sempre o mais inteligente, mais bonito, o que representa melhor.
 
Observe o olhar de uma mãe quando seu filho tem uma vitória, é tão contagiante que o seu semblante se modifica. Ameace um de seus filhos e estará enfrentando uma leoa feroz! Agora elogie e acaricie um deles e estará acariciando a própria mãe.
 
É impossível descrever o mistério materno. Mãe moça, bonita, feia, velha, mãe santa, até o dia em que consumida no silêncio e na dor, se vai para sempre! E este lugar, nunca será preenchido.

Eu amo vocês todos os segundos, os minutos, as horas e os dias... Porque, mulher é sempre mulher o tempo todo...

publicado por pensamentoslucena às 10:44

Abril 06 2010

Um fazendeiro veio até a cidade e perguntou ao proprietário de um restaurante se ele queria ganhar um milhão de rãs. O proprietário do restaurante ficou assustado e perguntou ao homem  onde ele poderia conseguir tantas rãs!

O fazendeiro respondeu, - Há uma lagoa perto de minha casa que está cheia de rãs  - milhões delas. Todas coaxando por toda a noite e estão a ponto  de me deixar louco!

Então o proprietário do restaurante e o fazendeiro fizeram um acordo:  o fazendeiro entregaria as rãs no restaurante, quinhentas de cada  vez pelas semanas seguintes. Na primeira semana, o fazendeiro retornou ao restaurante parecendo particularmente encabulado, com duas pequenas e mirradas rãs.

O proprietário do restaurante perguntou,
- Onde estão todas as rãs? O fazendeiro respondeu,
- Eu me enganei. Haviam somente estas duas rãs na lagoa.
Mas certamente elas faziam muito barulho!

Da próxima vez que você ouvir alguém criticando ou gozando alguém, lembre-se que provavelmente é apenas um par de ruidosas rãs. Lembre-se também que os problemas parecem sempre muito maiores no escuro. Você tem se deitado à noite, preocupado com coisas que parecem  oprimir como um milhão de rãs coaxando?

As coisas serão muito mais  bonitas quando a manhã chegar, e se você olhar mais de perto,  você se espantará com a tempestade feita em um copo d'água.

publicado por pensamentoslucena às 10:27
Tags:

Abril 06 2010

Talvez você tenha cansado. Tudo é sempre a mesma coisa, tudo parece cinza e igual, não há o que comemorar. A sua alegria se perdeu em algum canto, seu desejo de continuar é apenas um esforço. Foram tantas as decepções não é mesmo? Quantas vezes se sentiu enganado? Quantas vezes esperou um sim e ouviu um não? Quantas vezes esperou um abraço que não recebeu? E aquele telefone que não tocou? E a voz amarga que terminou em briga, separação? Quanta injustiça, quanta incompreensão! Mas, o sol insiste em aparecer, e mesmo depois de uma tormenta, o céu se enfeita com um arco-íris, que insiste em alegrar a vida, e os passarinhos insistem em cantar… Recados que a vida dá, sabedoria no ar, é um chamado para você despertar, para se dedicar mais a você mesmo, esquecer o passado e se fixar no dia de hoje, preparatório certo para o seu amanhã, que será da cor que você pintar. O dia tá nascendo para você brilhar! Faça de Deus seu melhor amigo!

publicado por pensamentoslucena às 10:24

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
17

18
24

25
27
28
30


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO