Pensamentos

Outubro 06 2011

 

 

Viver, não é doar um pouco. . . É doar sempre.

Você aprende não é apenas suportar a ofensa. . . É esquecê-la.

Não é compadecer. É ajudar, mesmo que isso se torne incômodo.

Viver, não é simplesmente sorrir. É mais do que isso, é fazer alguém sorrir.

Viver, não é medir sua ajuda, é ajudar sem medir.

Não é ajudar somente quem está perto, mas estar sempre perto para ajudar.

Quem realmente vive e ama, não faz o que pode. Faz o impossível.

Viver é sempre dizer aos outros que eles são importantes, que nós o amamos, porque um dia eles se vão
e ficamos com a nítida impressão de que não o amamos o suficiente.

PORTANTO VIVA . . .

Ame as pessoas ao seu redor, no verdadeiro amor, diga-lhes o quanto elas significam para você, perceba que a
felicidade é uma coisa tão simples.

publicado por pensamentoslucena às 12:24
Tags:

Outubro 06 2011

 

 

     “Eu os tirei do Egito e os levei para o deserto” – Ez 20.10

 

 


         A palavra “deserto” vem do latim desertu e significa “lugar solitário” ou “de solidão”; lugar ermo.
         O povo de Israel enfrentou o deserto em sua caminhada à terra prometida. Curiosamente o deserto surge na vida dos israelitas após 400 anos de escravidão egípcia e tem a duração de 40 anos. O trajeto do Egito à Canaã, terra prometida por Deus aos filhos de Israel, levaria no máximo 40 dias para ser completado. Mas Israel levou 40 anos. Quem foi o responsável por tamanho equívoco? Moisés? Os seus auxiliares? A falta de um bom GPS?
         Primeiramente, não se tratou de um equívoco, mas de uma experiência criada propositalmente; e não teve nada a ver com falha humana, nem com ação maligna, mas com o próprio Deus.
         Centenas de anos após a vivência dessa experiência, Deus chama o profeta Ezequiel e revela: “Você sabe quem estava por detrás daquele aparente equívoco que levou Israel para o deserto, depois de 400 anos de Egito? Eu mesmo. Fui eu quem levou Israel para o deserto. Eu estava vendo as abominações que eles estavam cometendo e precisava deixá-los cara-a-cara comigo, fazê-los passar debaixo do meu cajado (objeto que simboliza o cuidado e a orientação pastoral) e se sujeitarem à disciplina da aliança que foi estabelecida entre nós” (Paráfrase de Ezequiel 20).
         Interessante é observar que o povo murmurou contra Moisés e o acusou de ser o responsável por toda aquela experiência desértica. Muitos se lembraram das cebolas do Egito, com forte expressão de saudade. Eles não conseguiam discernir, e não podiam discernir, porque eram carnais, que a experiência do deserto não tinha a ver com Moisés, mas com Deus.
         Sabemos que a geração que entrou em Canaã não foi a mesma que saiu do Egito, pois a geração que deixara o Egito morreu no deserto em virtude de terem murmurado contra o Deus Eterno.
         Quando enfrentamos momentos difíceis, é comum perguntarmos por que os estamos experimentando; queremos encontrar uma razão, algo que explique o que estamos passando. Contudo, quando lemos o capítulo 20 do livro do profeta Ezequiel e vemos a experiência de Israel no deserto, provocada pelo próprio Deus, discernimos que muitos momentos de provação nos são permitidos, não para o nosso sofrimento, mas para o nosso crescimento. É que chamamos de “desertos necessários”.
         É um paradoxo. Mas nenhum de nós amadurece emocional ou espiritualmente se tudo vai bem. Precisamos passar por momentos conflitantes para nos desenvolver como pessoas. Isso acontece desde o parto, essa experiência estranhamente dolorosa que nos tira do anonimato aconchegante do útero e nos expulsa para uma realidade estranha. Choramos. Não por causa das palmadas do médico, nem por causa da dor da primeira respiração, comparada à inalação de ácido sulfúrico. Choramos por termos perdido o lugar que nos conferia segurança e comodidade. Mas, não fosse essa dolorosa experiência, não haveria nascimento, nem crescimento, nem desenvolvimento. Apenas morte.
         Deus viu que o povo precisava amadurecer antes de adentrar a terra prometida; com efeito, Israel também precisava se livrar dos vícios adquiridos em 400 anos de escravidão. Se eles tivessem saído do Egito e entrado em Canaã, um mês e meio depois, eles teriam estragado Canaã.
         Do mesmo modo, nós. Se Deus nos abençoar no exato momento em que suplicamos, é certo que não saberemos aproveitá-las e desfrutá-las adequadamente. A imaturidade estraga as bênçãos de Deus.
         Se você está passando por um momento difícil em sua vida, não murmure, nem acuse; apenas ore e agradeça a Deus pela grande oportunidade que Ele está lhe concedendo de crescer um pouco mais. Veja cada luta ou provação como um deserto necessário em sua vida. Ao invés de perguntar “por quê?”, pergunte “para quê?”. Pois há sempre um propósito divino por detrás de cada sofrimento.
         Certa vez, Pedro disse a Jesus: “Mestre, eu não entendo o que o Senhor está fazendo?”. Jesus lhe respondeu: “O que você não compreende hoje, compreenderá amanhã” (João 13.6,7).
         Talvez você não consiga compreender as coisas que estão lhe acontecendo hoje; mas, descanse em Deus. O deserto vai passar e, se você o encarou com a humildade de quem conhece e confia em Deus, vai perceber o quanto o deserto foi necessário à sua vida.
         “Senhor, ajuda-nos a ver cada problema como uma oportunidade de crescimento e amadurecimento. Livra-nos da murmuração que nos torna amargos e mata a nossa esperança, e nos faz acreditar mais no poder do teu amor, do que no poder destrutivo das circunstâncias. Por Jesus, nosso Senhor e Salvador. Amém”.

 

Autor: Rev. Irailton Melo de Souza

 

publicado por pensamentoslucena às 12:18

Outubro 06 2011

 

 

 

O amor maduro não é menor em intensidade.
Ele é apenas silencioso.
Não é menor em extensão.
É mais definido colorido e poetizado.
Não carece de demonstrações.
Presenteia com a verdade do sentimento.
Não precisa de presenças exigidas.
Amplia-se com as ausências significativas.
O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo.
Mas vive dos problemas da felicidade.
Problemas da felicidade são formas trabalhosas de construir o bem, o prazer.
Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.
Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca e do cheiro do outro - está a compreensão antecipada, a adivinhação, o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto, os discursos silenciosos da percepção, o prazer de conviver, o
equilíbrio de carne e de espírito.
O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa.
Ele vive do que não morreu, mesmo tendo ficado para depois, vive do que fermentou
criando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes.
Ele não pede, tem.
Não reivindica, consegue.
Não percebe, recebe.
Não exige, oferece.
Não pergunta, adivinha.
Existe, para fazer feliz.

publicado por pensamentoslucena às 12:04

Outubro 06 2011

 

 

As mulheres são como as árvores: elas fincam raízes no solo dos nossos corações, têm paciência e capricho com o próprio crescimento, seus braços são poderosos e, ao abraçá-las, nossos espíritos recebem renovadas energias. Elas amam e cuidam dos seus frutos, mesmo sabendo que um dia o mundo os levará para longe. Outras, aquelas que não dão frutos, oferecem sua sombra àqueles que necessitam de descanso. Quando açoitadas por fortes ventos da vida, elas emanam o perfume da força, trazendo calma por mais assustadora que seja a noite. Seus corações voam alto o suficiente para escutarem mais de perto os recados do céu. Elas oxigenam as ruas das cidades, as avenidas, os acostamentos de estradas e as beiras de rios e até as matas. Elas entendem o canto dos passarinhos e, mais do que ninguém, valorizam e protegem seus ninhos. Suportam melhor a solidão e as dificuldades da vida... Elas nascem em maior número para que o verde da esperança jamais empalideça. Todas mulheres são árvores... e que lindas florestas elas fazem.

 

publicado por pensamentoslucena às 10:57

Outubro 06 2011

 

Nunca diga que algo é impossível... As coisas são no máximo improváveis Mas nunca impossíveis! Nunca desista antes de tentar, E, se você for se arrepender de algo, Não se arrependa do que você fez, E sim do que você deixou de fazer... Porque tentar e errar, é ao menos aprender; Enquanto que nem mesmo tentar é desperdício. Não desperdice nenhuma chance de sua vida; Afinal, a sorte não bate todo dia á nossa porta. Tenha discernimento para saber o que é certo e o que é errado; Tenha sua própria cabeça; Não se deixe influenciar; Mas saiba ouvir sempre a opinião dos outros, principalmente, saiba admitir seus erros. Seja humilde E fiel sempre .... Seja como for Com quem for..... Seja com um amigo, alguém especial ou com um objetivo não importa! Tenha fidelidade!! Estamos aqui em busca da felicidade não só da nossa mas também dos outros.... E não é difícil encontrá-la... Ela está dentro de nós! E nós com certeza a merecemos !! Devemos "correr" atrás de nossos sonhos; Porque sem eles não chegamos a lugar nenhum; Temos que ir atrás do que desejamos. A vida é bela e as esperanças nunca devem acabar; Assim como não deve acabar o amor que existe dentro de nós . Saiba sobreviver às tristezas; Saiba se erguer após cada queda; E saiba amar sem medo.. Pois o medo não nos traz nada Apenas leva!! Ame de corpo e alma... Mesmo que depois esse amor acabe; Aproveite cada momento; Cada segundo do seu viver! Não deixe morrer esse anjo que há dentro de cada um de nós... Esse anjo chamado AMOR; Esse anjo que dá toda luz necessária para a nossa vida. Não tenha ódio por ninguém, Mesmo que desejem e façam o pior pra você; Pois , se você tiver ódio, seu escudo, que é o amor cai E, aí sim, poderão lhe atingir ! Tenha apenas pena dessas pessoas Pois elas mataram o anjo que existia em seus interiores E se esqueceram que somos todos iguais, E que merecemos respeito, carinho e felicidade. Toda vez que você passar por algum momento difícil, Erga sua cabeça, Olhe para o céu e diga: Tenho fé na vida e tudo vai dar certo! Reze e agradeça a Deus pela Oportunidade, Pois é como dizem: “No fim, o que conta é a maneira como encaramos os desafios e os obstáculos da vida e como cuidamos dela” SEJA FELIZ!!

publicado por pensamentoslucena às 10:48
Tags:

Outubro 06 2011

 

 

 

Um mestre viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tira-lo da água, mas quando o fez o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e ele caiu de novo na água e estava se afogando de novo. O mestre tentou tirá-lo novamente e novamente  o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse: "Desculpe-me mas você é teimoso ! Não entende que todas às vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo ? O mestre respondeu: "A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar". Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida. Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. "Quando a vida te apresentar mil razões para chorar, mostre-lhe que tens mil e uma razões pelas quais sorrir."Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles."
publicado por pensamentoslucena às 10:42

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16
22

23

30


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO