Pensamentos

Setembro 26 2012

 

 

 

Muito ou pouco não importa, mas sente sim. Quem deixou de amar já não se importa e deixa o outro totalmente à vontade, para que ele próprio possa estar também assim.

Quem ama, vez por outra, dá uma patrulhada no território e delimita as suas fronteiras.

Quem deixou de amar já não fiscaliza, é frio, controlado e jamais perde as estribeiras. Quem ama sempre acha  tempo e encontra um jeito para estar com seu amor.

Quem deixou de amar vai postergando sem pressa, deixando que o vento sopre a seu favor. Quem ama faz perguntas pessoais e usa muito o pronome "nós". Quem deixou de amar conversa banalidades

E esquece o significado do advérbio "a sós ". Quem ama quer saber  da vida do outro com detalhes e transparência. Quem deixou de amar se esquiva e não cobra  do outro mais nada, nem ao menos coerência. Quem ama é pródigo em e-mails, telefonemas e com muito carinho dá um jeitinho de marcar presença.

Quem deixou de amar é pródigo em desculpas e pretextos com os quais passa um verniz para disfarçar a indiferença. Quem ama é naturalmente fiel e está sempre voltado às necessidades do outro ser.

Quem deixou de amar só é fiel a si próprio e ao seu bem estar e já não percebe os danos que causa, querendo ou sem querer. Quem ama, mas não pode corresponder por imperativos das circunstâncias, abre o jogo e usa de sinceridade.

Quem deixou de amar não descarta o outro do baralho, para o caso de uma eventualidade. Será que neste momento tu Amas ou deixaste de Amar?

Se já não Amas, com certeza irás te calar ou talvez até dizer: - Face ao exposto, nada tenho a declarar!!!

(Fátima Irene Pinto)

publicado por pensamentoslucena às 13:31

Setembro 26 2012

 

 

 

 

Não é preciso que você tenha todas as virtudes. Importa que boa parte delas estejam na sua pauta diária, como metas a serem alcançadas gradativamente.

Não é preciso que você seja perfeito. Importa que você manifeste generosamente aquela parcela do seu Ser que já é pura luz e perfeição. Não é preciso que você seja santo. - Somos todos pecadores...

Importa o veredicto da sua própria consciência quando a sós consigo mesmo e o firme propósito de não incorrer nas mesmas transgressões, por você reconhecidas. Não é preciso que você ame seus inimigos.

Importa que suas atitudes de legítima bondade e retidão desfaçam os liames de ódio que os mantêm atrelados a sua pessoa. Não é preciso que você seja um pilar de forças e sabedoria. Importa compreender que neste mundo somos todos frágeis e carentes aprendizes, passando pelas muitas provas que a vida nos oferece a cada dia.

Não é preciso que você seja um vencedor aos olhos do mundo. Importa sim, a paz advinda daquelas pequenas vitórias diárias que só você e tão somente você conhece.

Não é preciso que você seja popular, famoso, amado ou benquisto. Importa primeiro que você se ame e se respeite, pelo sincero reconhecimento daquela Divina Centelha que habita seu Ser, de forma singular e inigualável.

Sorria sempre! Diga "muito obrigado" em todas as situações e que em seus lábios sempre haja uma palavra de louvor!

(Fátima Irene Pinto)

publicado por pensamentoslucena às 13:07

Setembro 26 2012

 

 

 

“O mestre passeava por um campo de trigo quando um discípulo se aproximou e fez a seguinte colocação: - Não sei como distinguir o verdadeiro caminho. Qual é o segredo?
- O que significa este anel no seu dedo direito? Perguntou o mestre.
- Meu pai me deu antes de morrer. - Pois me entregue. O discípulo obedeceu, e o mestre atirou o anel no meio do campo de trigo.
- E agora? Gritou o discípulo. Terei que parar tudo o que estava fazendo para procurar o anel! Ele é muito importante para mim!
- Quando achá-lo, lembre-se: você mesmo respondeu a pergunta que me fez. É assim que se distingue o verdadeiro caminho: ele é mais importante que todo o resto.”
E você? Quando dará valor ao seu anel, à sua vida e conquistas?

Quando tiver alguma dúvida se as suas realizações estão valendo a pena, mesmo que alguns insucessos ocorram, jogue o seu anel no meio do campo de trigo.

Assim você poderá avaliar e quem sabe perceber o quanto a sua vida é rica de plenitude.

publicado por pensamentoslucena às 12:45

Setembro 26 2012

 

 

 

 O que você acredita que esteja te impedindo de ser feliz? O que te falta para ficar com aquele olhar brilhante de quem está amando a vida? Quem roubou o seu sorriso? Por quê você não anda dormindo gostoso?
Quem te colocou limites? Qual é o limite do amor, das conquistas pessoais, dos bens materiais? Quem disse que devemos ficar nos lamentandopor alguém que se foi? Quem falou que só amamos uma vez, só podemos ter um carro, uma casa, uma roupa, um amigo?
Eu acredito que cada ser carrega em si as forças necessárias para construir  um mundo inteiro. E tem mais, cada indivíduo é responsável apenas pela sua felicidade e é através de sua realização que o próximo poderá receber mais  carinho, mais amor, mais ajuda espiritual e até material.
Veja que responsabilidade a sua! Ser feliz então não é mais uma meta é  uma necessidade básica e você pode começar agora mudando esse  pensamento que te limita...
Essa história de "coitadinho de mim", ninguém me entende, nunca vou ser feliz, é tudo invenção da inveja que sentem de você. Acorda,
levanta a cabeça e grita bem alto:
Eu sou um ser privilegiado, tenho tudo que preciso para conquistar o mundo.

publicado por pensamentoslucena às 12:25

Setembro 26 2012

 

 

 

 

Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último  momento. Saiba que para qualquer problema há sempre uma saída. Não desista,  não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Persista, vá em frente apesar  de tudo e de todos, creia que pode conseguir.

publicado por pensamentoslucena às 10:45

Setembro 26 2012

 

 

 

Quatro homens ficaram bloqueados numa caverna por uma avalanche de neve. Teriam que esperar até o amanhecer para poderem receber socorro. Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma pequena fogueira ao redor da qual eles se aqueciam. Se o fogo apagasse, todos morreriam de frio antes que o dia clareasse. Chegou a hora de cada um colocar sua lenha na fogueira. Era a única maneira de poderem sobreviver.

O primeiro homem era um rico avarento. Ele estava ali porque esperava receber os juros de uma dí­vida. Olhou ao redor e viu um cí­rculo em torno do fogo bruxuleante, um homem da montanha, que trazia sua pobreza no aspecto rude e nas roupas remendadas. Ele fez as contas do valor da sua lenha e enquanto mentalmente sonhava com o seu lucro, pensou: - Eu, dar a minha lenha para aquecer um preguiçoso?

O segundo homem era negro. Seus olhos faiscavam de ira e ressentimento. Não havia qualquer sinal de perdão ou mesmo aquela superioridade moral que o sofrimento ensinava. Seu pensamento era muito prático: - É bem provável que eu precise desta lenha para me defender. Além disso, eu jamais daria minha lenha para salvar aqueles que me oprimem. E guardou suas lenhas.

O terceiro homem era o pobre da montanha. Ele conhecia mais do que os outros os caminhos, os perigos e os segredos da neve. Ele pensou: - Esta nevasca pode durar vários dias. Vou guardar minha lenha.

O último homem trazia no rosto e nas mãos os sinais de uma vida de trabalho. Seu raciocí­nio era curto e rápido. - Esta lenha é minha. Custou o meu trabalho. Não darei a ninguém nem mesmo o menor dos meus gravetos. Com estes pensamentos, os homens permaneceram imóveis. A última brasa da fogueira se cobriu de cinzas e finalmente apagou.

Ao alvorecer, quando os homens do socorro chegaram í caverna encontraram os cadáveres congelados, cada qual segurando um feixe de lenha. Vendo aquele triste quadro, o chefe da equipe disse:

- O frio que os matou não foi o frio de fora, mas o frio de dentro.

publicado por pensamentoslucena às 10:31

Setembro 26 2012

 

 

 

Estava um mestre rodeado por seus pequenos alunos quando um deles perguntou: " Mestre, por que a beleza é representada por imagem de mulher " Pôs-se a dizer o Mestre :
" Observe a natureza e veja que o belo nela se manifesta através de elementos femininos: Como seria o céu sem As nuvens , A lua e As estrelas; Como se mostraria o sol sem A luz O mar nos encantaria sem As águas e As ondas.
Os desertos, como seriam sem As areias e As pedras Os bosques teriam perfume sem As árvores e As flores O dia prometeria repouso se não houvesse A noite força teria o fogo se não tivesse As chamas Que frescor teria o solo sem A relva Que alívio teríamos no verão se não caísse A chuva Qual a beleza do inverno que não apresenta A neve Haveria romance no outono sem As folhas sopradas pelo vento A primavera e suas flores não é A mais linda estação Nossos corpos se moveriam se neles não corresse A vida " O menino refletiu algum tempo e em seguida argumentou :
" Sim, são todos elementos femininos, mas o senhor não falou sobre a mulher ... "
Respondeu-lhe o Mestre :
" Mas vou falar-lhe sobre o coração: Nele estão A alma, A paixão e A alegria . Nele está A beleza da cantiga que acalanta o homem ... ... e sua melodia é sempre uma Mulher ... "
(Autora: Silvia Schimidt)

publicado por pensamentoslucena às 10:25

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
22

23
29

30


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO