Pensamentos

Setembro 10 2015

bom-dia-olhe-a-sua-volta-e-nao-perca-a-beleza-que-

 



    Uma raposa caiu num poço fundo e não havia meios de sair de dentro. Um bode sedento aproximou-se e viu a raposa.

    - Amiga raposa - perguntou - que é que você faz aí?

    A raposa não quis passar por tola e respondeu:

    - Entrei aqui para beber esta água deliciosa! Como você é meu amigo, deixarei um pouco dela para você.

    O bode estava com tanta sede que nem refletiu; atirou-se dentro do poço. Imediatamente, a raposa saltou na garupa do bode, subiu pelos chifres e saiu do poço.

    - Ajude-me a sair! - gritou o bode.

    A raposa gritou para dentro do poço:

    - Se você tivesse sabedoria, em vez de chifres, não teria saltado dentro do poço sem pensar em como sair!

Moral da História - "Antes de andar, olhe aonde vai."

publicado por pensamentoslucena às 12:37

Setembro 10 2015

Galindo_0804!.jpg

 

Um sujeito reclama que a sua vida em casa estava um inferno, na mesa faltava comida, todos ali discutiam e todos queriam ter razão.

Um amigo sugeriu ao sujeito que colocasse um bode na sala.

Mesmo estranhando, seguiu seu conselho e a reação foi imediata.

O bode, além de sujar o local, ainda exalava um cheiro terrível, ou seja, a situação ficou pior ainda.

Devido a isso o bode foi retirado e os ânimos na casa nunca estiveram tão bons.

O bode causou tanto problema que eles até esqueceram-se dos outros problemas que tinham.

publicado por pensamentoslucena às 11:41

Setembro 10 2015

errar-superar-aprender.jpg

 

Não sei dizer se a vida nos cansa ou se nós é que nos sentimos fadigados às vezes da existência. Nos repetimos sempre. Ou quase. E nos lamentamos desse dia-a-dia onde nos levantamos, trabalhamos, regressamos e descansamos para no dia seguinte recomeçarmos.

Mas é essa a vida e muitos não aceitariam mudança nenhuma se a oportunidade lhes fosse oferta. Ter que recomeçar alguma coisa abala muita gente, pois mesmo a vida corriqueira e imutável causa segurança. Conhece-se os caminhos, os atalhos, os desvios, as curvas a serem evitadas.

A consciência de ter que recomeçar é que nos faz sofrer, duvidar, temer. Medimos nossa capacidade e com bastante freqüência... nossa incapacidade! Se não medirmos nada, avançaremos como as crianças avançam nos primeiros passos, titubeantes, mas orgulhosos.

A mente humana é um poderoso instrumento. Ela condiciona, impõe, impede, impele, comanda... mas nem sempre no bom sentido. Ela sente, ressente, guarda as impressões e as marcas que a vida vai fazendo ao longo dos anos.  E se pensamos em recomeçar alguma coisa, ela acende a luz vermelha em sinal de atenção. Assim é que muitos paralisam-se e não fazem nada. Acomodam-se.

Porém, a vida nos impõe recomeços a cada instante e os seguimos com
naturalidade, fazemos nossa parte. Somos condicionados e nem nos questionamos.

Me pergunto então por que não nos condicionamos a viver coisas novas, experimentar nem que seja por uma vez ousar. Se é nossa mente que nos comanda e que somos donos de nós, por que não pegarmos as rédeas, o comando?

A vida desabrocha por todos os cantos e precisamos vivê-la. Mas bem vivê-la. Deus nos criou para sermos felizes, não para passarmos os dias perdidos em lamentos sem tomar atitudes.

Avança!

Recomeçar é preciso quando o que temos já não nos satisfaz. E recomeçar é sempre possível quando colocamos de lado as dúvidas, pois perdedor na vida não é quem tentou e não conseguiu, mas sim aquele que abandonou a coragem e perdeu a fé.

 

Letícia Thompson

publicado por pensamentoslucena às 10:13

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO