Pensamentos

Setembro 14 2015

que-a-vontade-de-ser-feliz.jpg

 

Às vezes penso que não somos mais felizes porque não queremos. Ou não nos esforçamos o suficiente. A mínima coisa pode mudar nosso humor e, se isso acontece de manhãzinha, para muitos o dia inteiro fica triste.

Talvez, ficando adulto, a gente se torne adulto demais. Perdemos a capacidade de nos alegrar com as coisas pequenininhas, ficamos talvez, guardando o riso para as grandes ocasiões, como as roupas bonitas, fechadas em armários. E se essas ocasiões tardam, então passamos boa parte da vida sem ter aproveitado. Uma pena...

A felicidade é um exercício diário de levantar a cabeça e seguir em frente apesar dos pesares. É não deixar que as tristezas dominem o dia, não deixar que as mágoas sejam mais fortes que as boas lembranças.

Felicidade é reconhecer-se pequeno e dizer-se: agora estou assim, mas nada me impede de abrir a janela e deixar que o sol penetre e traga luz para a minha vida. É sempre possível fazer um esforço... e geralmente são as coisas pelas quais lutamos com nosso coração que dão razão à nossa vida.

Faça da sua felicidade a sua luta. Seu riso será sua vitória!

 

Letícia Thompson

publicado por pensamentoslucena às 11:26

Setembro 14 2015

untitled.png

 

Dizem que a idade de uma árvore conta-se pelas marcas que vão se formando no tronco. Conosco não é bem assim. Há pequenos com muito mais marcas na alma que adultos, por que a vida não lhes ofereceu presentes. Há idosos que atravessam os anos e partem, sem que tenham tirado da vida os ensinamentos que ela ofereceu.

Uma pessoa que vive muito não é aquela que chega a uma idade avançada, mas a que aproveita as experiências da vida para seu aprendizado e vai tirando o melhor de cada coisa que encontra pela frente.

A sabedoria não está nas rugas da pele, nem nos cabelos brancos, nem nos anos que passam. Ela não está também nos conhecimentos que já possuímos, mas na sede dos mesmos. Muitas vezes pensamos que sabemos alguma coisa e na realidade não sabemos muito, pois olhamos tudo de maneira superficial, sem ir a fundo, sem ver o outro lado.

Aos 12 anos de idade, Jesus discutia com os doutores da época e aos 33 partiu, deixando todos os ensinamentos necessários a nós.

Não importa a nossa idade, nem nossa condição, estamos aprendendo a cada instante. Os sábios nutrem-se desses aprendizados, colocam-os em prática, fazem uso deles e os repassam. Outros apenas engolem quente, depressa demais, sem sentir o sabor. Isso diferencia muito umas pessoas das outras.

Só o sábio busca compreender, aceita o não, aceita estar errado, pede perdão, perdoa, deixa-se de lado um pouco para ver o lado do outro, mesmo que isso lhe exija sacrifício.

Só o sábio quer ser melhor, não por si, mas para se aproximar ainda mais da perfeição que estava no coração de Deus quando Este fez nascer o homem.

 

Letícia Thompson

publicado por pensamentoslucena às 10:08

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO