Pensamentos

Novembro 16 2015

love-2.jpg

 

Ninguém vive pela metade.

O que conta é que uma vida é uma oportunidade única, especial.

Não existe meio amor, meia felicidade, meia saudade.

Todo sentimento por si só, é inteiro.

A gente é feliz ou não é; ou ama, ou não ama; ou quer, ou não quer.

A vida é inteira, mas não temos a vida inteira para decidirmos vivê-la intensamente.

Temos o agora. Há quem diga que pelo fato de ser jovem ainda tem tempo. Mas quem, além de Deus, sabe dizer a medida da vida de cada um?

Perdemos preciosos minutos no nosso hoje com a idéia que amanhã as coisas acontecerão e que podemos esperar.

Quando começamos a medir e pesar nossos sentimentos, não vamos a lugar nenhum.

Haverá sempre uma luta cerrada entre o coração que quer viver e a razão que mede conseqüências.

Se devemos medir alguma coisa, devem ser então as possibilidades.

Para os pessimistas uma pedra é um estorvo, para os otimistas é um pedacinho do alicerce da própria vida.

O segredo está no olhar com que cada um vê as situações.

Só enfrentando os medos e o desconhecido é que conseguiremos viver de forma inteira essa vida que se oferece a nós em pedaços.

Ninguém disse que não há riscos.

Mas não é melhor arriscar do que viver o restante dos nossos dias na infelicidade de se perguntar o que teria sido se tivéssemos tentado?

Quando fizer alguma coisa, faça com inteireza de coração.

Faça de tudo um todo.

A vida é bela demais para ser deixada em suspenso.

Tente viver com a metade do seu coração e veja se consegue... difícil ser feliz sem ser completo.

Impossível ser completo parado num caminho de indecisões.

publicado por pensamentoslucena às 10:57

Novembro 16 2015

Raiva_secando.jpg

 

Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá.

No dia seguinte, Júlia, sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar.

Mariana não podia, pois iria sair com sua mãe naquela manhã.

Júlia, então, pediu para a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio.

Mariana não queria emprestar, mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme por aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão.

Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada.

Chorando e muito nervosa, Mariana desabafou:

- Está vendo, mamãe, o que a Júlia fez comigo?

Emprestei o meu brinquedo e ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão!

Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Júlia pedir explicações.

Mas a mãe, com muito carinho ponderou: - Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo, todo branquinho, e um carro, passando, jogou lama em sua roupa?

Ao chegar em casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou.

Você lembra o que a vovó falou?

Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro.

Depois ficava mais fácil limpar.

Pois é, minha filha, com a raiva é a mesma coisa.

Deixa a raiva secar primeiro.

Depois fica bem mais fácil resolver tudo.

Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu seguir o conselho da mãe e foi para a sala ver televisão.

Logo depois alguém tocou a campainha. Era Júlia, toda sem graça, com um embrulho na mão. Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando:

- Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente?

Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei.

Aí ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado.

Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você.

Espero que você não fique com raiva de mim. Não foi minha culpa.

Não tem problema, disse Mariana, minha raiva já secou.

E dando um forte abraço em sua amiga, tomou-a pela mão e levou-a para o quarto para contar a história do vestido novo que havia sujado de barro.

Nunca tome qualquer atitude com raiva.

A raiva nos cega e impede que vejamos as coisas como elas realmente são.

Assim você evitará cometer injustiças e ganhará o respeito dos demais pela sua posição ponderada e correta diante de uma situação difícil.

publicado por pensamentoslucena às 09:50

Novembro 16 2015

Usar_2.jpg

 

Não deixe  que alguém se torne uma prioridade em  sua vida, quando você é somente uma  possível opção na vida dessa pessoa.

Relacionamentos  funcionam melhor quando são equilibrados.

De manhã  quando você acorda, você tem simplesmente  duas opções: voltar a dormir e a  sonhar ou levantar e correr atrás dos  seus sonhos. A escolha é sua.

Não faça  promessas quando você estiver alegre.

Não responda  quando você estiver triste.

Não tome  decisões quando você estiver zangado.

Pense duas  vezes.... 

O tempo é  como um rio.

Você nunca  poderá tocar a mesma água duas vezes,  porque a água que passou nunca passará  novamente.

Aproveite cada  minuto da sua vida...

Se você continuar  dizendo que está ocupado, então você  nunca estará livre.

Se você continuar  dizendo que não tem tempo, então você  nunca terá tempo.

Se você continuar  dizendo que fará isso amanhã, então  o amanhã nunca chegará.

publicado por pensamentoslucena às 09:06

Novembro 16 2015

untitled.png

 

As dores da alma não deixam recados, imprimem uma sentença que perdura pelos anos.

Um amor que acabou mal resolvido... Um emprego que se perdeu inexplicavelmente... Um casamento que mal começou e já terminou... Uma amizade que acabou com traição...

Tudo vai deixando sinais, marcas profundas... Precisamos trabalhar as dores da alma, para que sirvam apenas de aprendizado, extraindo delas a capacidade de nos fortalecermos... aprendendo que o melhor de nós, ainda está em nós mesmos... Que amando-nos incondicionalmente descobrimos a auto-estima... Que se deixarmos seguir o caminho da dor e da lamentação, iremos buraco abaixo no caminho da depressão.

As dores da alma não saem no jornal, não viram capa de revista...

E só quem sente, pode avaliar o estrago que elas causam.

Como não existe vacina para amores mal resolvidos, nem para decepções diárias, o que vale é a prevenção...

Então... Ame-se para amar e ser verdadeiramente amado.

Sorria para que o mundo seja mais gentil!

Dedique-se para que as falhas sejam pequenas...

Não se compare, você é único!

Repare nas pequenas coisas, mas cuidado com as grandes que as vezes estão bem diante do nosso nariz e não enxergamos...

Sonhe, pois o sonho é o combustível da realização.

Tenha amigos e seja o melhor amigo de todos. Apaixone-se pela vida e por tudo o que é seu! Sinta o seu cheiro e acredite em seu poder de sedução...

Estimule-se, contagie o mundo com o seu melhor...

Creia em Deus pois sem Ele não há razão em nada!

E tenha sempre a absoluta certeza de que, depois da forte tempestade, o arco-íris vai surgir e o sol vai brilhar ainda mais forte.

 

Paulo Roberto Gaefke

publicado por pensamentoslucena às 08:56

Novembro 16 2015

imagesD8GHBW8C.jpg

 

Em nossa vida, como na matemática, devemos:

- Somar alegrias; - Diminuir tristezas; - Multiplicar felicidade; - E dividir amor.

Nestas dimensões, certamente todos gostamos da matemática.

Somar alegrias : Quem vive sozinho, longe dos outros, sem compartilhar alegrias, sem permitir experiências, diminui sua própria alegria e não alcança a felicidade. Ficamos, às vezes, penalizados, vendo tanta gente que ainda não fez esta descoberta.

Pessoas que se fecham sobre si mesmas, por medo ou egoísmo, palmilham caminhos errados.

Quem teme perder sua alegria, repartindo-a com os outros, ainda não aprendeu a psicologia humana.

Diminuir tristezas : A vida tem dessas compensações gratificantes. Quando conseguimos minorar a tristeza, nós é que saímos lucrando.

Uma das mais profundas satisfações reservada a um coração humano é restituir o entusiasmo, a coragem e o otimismo aos irmãos da caminhada.

Multiplicar felicidade : Na família, no trabalho, na comunidade, em qualquer lugar onde plantamos felicidade, nós a multiplicamos.

Felicidade partilhada é felicidade pessoal multiplicada.

Dividir o amor : Em matemática, quando dividimos um número pelo outro, o resultado final é sempre menor.

Nas dimensões do amor humano, acontece exatamente o contrário.

Dividir o amor com os outros é multiplicá-lo, é aumentá-lo.

Todo aquele que divide seu amor com alguém, descobre em seguida ter multiplicado seu amor.

Somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade, dividir o amor: é o mais lindo programa de vida que podemos abraçar.

O ser humano é comunicativo por natureza. Não agüenta viver sozinho.

O individualismo é o caminho mais certo da infelicidade, para a solidão.

Somar alegrias, diminuir tristezas, multiplicar felicidade e dividir amor é a rota mais segura da Alegria de Viver.

publicado por pensamentoslucena às 08:39

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
20
21

22
28

29


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO