Pensamentos

Maio 18 2012

 

Eu tenho um baú de sonhos onde só entra o que eu ponho... todo mundo tem o seu... Quando estou no abandono, abro o meu baú de sonhos... sempre ele me socorreu... Nesse baú dos meus sonhos tem um bocado de paz que eu guardei quando criança... e os desejos sem malícia, sem angústias, sem constância... brinquedos de tanto faz... Tem um monte de saudade dos tempos da puberdade: primeiros amores vãos... Mil beijos inconseqüentes, sem medo do incoerente mais coração, que razão... Um punhado de esperança depositado em andanças moço feito, mundo afora... Encontros e despedidas, semeaduras, colheitas, crepúsculos e auroras... Uma porção de ternura momentos de gostosura prazeres... busca... paixão... Música... versos... leitura... imagens...fotos...pinturas... presenças da emoção... Um tiquinho de ilusão, é claro que nunca falta num canto do meu baú... é fio que conduz a vida é o contraponto pra lida como pro norte é o sul... E, quando então fecho a tampa desse meu baú de sonhos e encaro a vida de frente... Ainda que no abandono, solidão não tira o sono durmo, e sonho novamente...
publicado por pensamentoslucena às 11:51

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO