Pensamentos

Dezembro 06 2013

 

 

 

Diante dos problemas que me afligem a alma, respondo ao destino, se é que ele existe, com uma perseverança que às vezes até me assusta, e me pergunto: onde arrumei tamanha força? .
Diante das lágrimas, ergo um muro que faz uma barreira contra o desânimo.
Diante da dor, passo uma pomada de alegria, que remove até as feridas antigas.
Diante da solidão, divido meu amor com os mais necessitados.
Diante da desilusão, crio novas amizades, que reforçam a minha crença em ser o melhor amigo.
Diante da dúvida, arrisco-me mais, seguindo aprendendo com meus próprios erros.
Diante das calúnias, entrego a minha certeza diante dos que me caluniam.
Diante do ódio, levo meu perdão. Diante de Deus, ajoelho-me e peço muito pouco, afinal, mais tenho para agradecer, a começar pela vida e por essa convicção de que vale a pena ser vivida intensamente.
Os problemas? Ora, eles são o sal da Terra, o que nos motiva a lutar, e até nisso, damos Graças a Deus.
Diante do espelho, reconheça-se vencedor, digno, merecedor da vida e das alegrias que podemos conquistar.
Diante da vida, assuma a atitude de quem já sabe que vai dar a volta por cima em cada nova dificuldade.
Diante do passado, guarde apenas as boas recordações, mas não viva delas, produza o dia de hoje.
Diante do futuro, trabalhe mais ainda neste dia.
Plante as sementes que você quer colher amanhã.
Diante do amor, viva-o intensamente, aproveite para ser feliz, enquanto a emoção tocar a sua alma, e nunca, nunca se esqueça de doar-se, de partilhar os seus sentimentos, mesmo que não te entendam, afinal de contas, dividir o amor é multiplicar emoções, somar vida e subtrair a solidão.
 
Texto: Paulo Roberto Gaefke
publicado por pensamentoslucena às 08:41

Junho 15 2010

Diante dos problemas que me afligem a alma, respondo ao destino, se é que ele existe, com uma perseverança que às vezes até me assusta, e me pergunto: onde arrumei tamanha força? . Diante das lágrimas, ergo um muro que faz uma barreira contra o desânimo. Diante da dor, passo uma pomada de alegria, que remove até as feridas antigas. . Diante da solidão, divido meu amor com os mais necessitados. Diante da desilusão, crio novas amizades, que reforçam a minha crença em ser o melhor amigo. . Diante da dúvida, arrisco-me mais, seguindo aprendendo com meus próprios erros. Diante das calúnias, entrego a minha certeza diante dos que me caluniam. . Diante do ódio, levo meu perdão. Diante de Deus, ajoelho-me e peço muito pouco, afinal, mais tenho para agradecer, a começar pela vida e por essa convicção de que vale a pena ser vivida intensamente. . Os problemas? Ora, eles são o sal da Terra, o que nos motiva a lutar, e até nisso, damos Graças a Deus. . Diante do espelho, reconheça-se vencedor, digno, merecedor da vida e das alegrias que podemos conquistar. Diante da vida, assuma a atitude de quem já sabe que vai dar a volta por cima em cada nova dificuldade. . Diante do passado, guarde apenas as boas recordações, mas não viva delas, produza o dia de hoje. Diante do futuro, trabalhe mais ainda neste dia. Plante as sementes que você quer colher amanhã. . Diante do amor, viva-o intensamente, aproveite para ser feliz, enquanto a emoção tocar a sua alma, e nunca, nunca se esqueça de doar-se, de partilhar os seus sentimentos, mesmo que não te entendam, afinal de contas, dividir o amor é multiplicar emoções, somar vida e subtrair a solidão. Texto: Paulo Roberto Gaefke

publicado por pensamentoslucena às 11:20

Maio 20 2010

Diante dos problemas que me afligem a alma, respondo ao destino, se é que ele existe, com uma perseverança que às vezes até me assusta, e me pergunto: onde arrumei tamanha força? . Diante das lágrimas, ergo um muro que faz uma barreira contra o desânimo. Diante da dor, passo uma pomada de alegria, que remove até as feridas antigas. . Diante da solidão, divido meu amor com os mais necessitados. Diante da desilusão, crio novas amizades, que reforçam a minha crença em ser o melhor amigo. . Diante da dúvida, arrisco-me mais, seguindo aprendendo com meus próprios erros. Diante das calúnias, entrego a minha certeza diante dos que me caluniam. . Diante do ódio, levo meu perdão. Diante de Deus, ajoelho-me e peço muito pouco, afinal, mais tenho para agradecer, a começar pela vida e por essa convicção de que vale a pena ser vivida intensamente. . Os problemas? Ora, eles são o sal da Terra, o que nos motiva a lutar, e até nisso, damos Graças a Deus. . Diante do espelho, reconheça-se vencedor, digno, merecedor da vida e das alegrias que podemos conquistar. Diante da vida, assuma a atitude de quem já sabe que vai dar a volta por cima em cada nova dificuldade. . Diante do passado, guarde apenas as boas recordações, mas não viva delas, produza o dia de hoje. Diante do futuro, trabalhe mais ainda neste dia. Plante as sementes que você quer colher amanhã. . Diante do amor, viva-o intensamente, aproveite para ser feliz, enquanto a emoção tocar a sua alma, e nunca, nunca se esqueça de doar-se, de partilhar os seus sentimentos, mesmo que não te entendam, afinal de contas, dividir o amor é multiplicar emoções, somar vida e subtrair a solidão. Texto: Paulo Roberto Gaefke

publicado por pensamentoslucena às 12:06

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


links
pesquisar
 
blogs SAPO