Pensamentos

Janeiro 30 2013

 

 

Não nos é possível escapar das conseqüências de nossas ações e reações... Pois em princípio o que damos queremos também receber... E quando isso não acontece surge a decepção, a frustração, a mágoa, a tristeza e a sensação de desamor... Sim, vive o ser humano a angústia de que ao dar felicidade deve receber felicidade... Mas que se der tristeza, não deve receber tristeza e sim alegria e felicidade... E como em geral tudo em nossa vida, não é tão certo nem previsível, nem sempre a cada as qualidades e virtudes, de um, são devidamente valorizadas pelo outro... Sim, a vida não premia alguém por ser ou não ser o melhor, o mais inteligente, o mais dedicado, o mais correto, honesto ou justo... A vida abre portas e janelas cabendo, a cada um, a escolha de por onde vai entrar... Ou sair... E se alguns não alcançam o sonhado e desejado não se deve a destino ou a má sorte. Se deve a opções mal feitas ou erradas... A desvios que foram tomados e que os afastaram da estrada principal! Pois nem sempre a melhor trilha é aquela mais curta ou aquela que está revestida por um maravilhoso asfalto! E uma estrada de barro ou de areia pode, muitas vezes, ser o melhor caminho... Pois ela pode mostrar, a medida que se avança, que a paisagem, encontrada, é mais agradável e bela para os olhos...  Depende apenas de nós, de nossas ações, reações, opções e decisões... De como valorizamos ou não pequenas coisas... Ou o homem ou a mulher que, num determinado momento, escolhemos como o melhor! Como aquele que queremos amar e ser amado! De como atuamos em relação a nós mesmos e aos outros... De como entendemos o que eles desejam e querem e de como nós agimos em relação ao que nós, também, desejamos e queremos... E mais nada!

 

 

ROMANELLI MAIA

publicado por pensamentoslucena às 09:55

Novembro 26 2012

 

 

 

Não nos é possível escapar das conseqüências de nossas ações e reações... Pois em princípio o que damos queremos também receber... E quando isso não acontece surge a decepção, a frustração, a mágoa, a tristeza e a sensação de desamor... Sim, vive o ser humano a angústia de que ao dar felicidade deve receber felicidade... Mas que se der tristeza, não deve receber tristeza e sim alegria e felicidade... E como em geral tudo em nossa vida, não é tão certo nem previsível, nem sempre a cada as qualidades e virtudes, de um, são devidamente valorizadas pelo outro... Sim, a vida não premiaalguém por ser ou não ser o melhor, o mais inteligente, o mais dedicado, o mais correto, honesto ou justo... A vida abre portas e janelas cabendo, a cada um, a escolha de por onde vai entrar... Ou sair... E se alguns não alcançam o sonhado e desejado não se deve a destino ou a má sorte. Se deve a opções mal feitas ou erradas... A desvios que foram tomados e que os afastaram da estrada principal! Pois nem sempre a melhor trilha é aquela mais curta ou aquela que está revestida por um maravilhoso asfalto! E uma estrada de barro ou de areia pode, muitas vezes, ser o melhor caminho... Pois ela pode mostrar, a medida que se avança, que a paisagem, encontrada, é mais agradável e bela para os olhos... Sim, ser ou não feliz não depende dos astros! Depende apenas de nós, de nossas ações, reações, opções e decisões... De como valorizamos ou não pequenas coisas... Ou o homem ou a mulher que, num determinado momento, escolhemos como o melhor! Como aquele que queremos amar e ser amado! De como atuamos em relação a nós mesmos e aos outros... De como entendemos o que eles desejam e querem e de como nós agimos em relação ao que nós, também, desejamos e queremos... E mais nada!

publicado por pensamentoslucena às 10:33

Novembro 14 2012

 

 

 

 

 

 

Não nos é possível escapar das conseqüências de nossas ações e reações... Pois em princípio o que damos queremos também receber... E quando isso não acontece surge a decepção, a frustração e a sensação de desamor...

Sim, vive o ser humano a angústia de que ao dar felicidade deve receber felicidade...

Mas que se der tristeza, não deve receber tristeza e sim alegria e felicidade... E como em geral tudo em nossa vida, não é tão certo nem previsível, nem sempre a cada as qualidades e virtudes, de um, são devidamente valorizadas pelo outro... Sim, a vida não premia alguém por ser ou não ser o melhor, o mais inteligente, o mais dedicado, o mais correto, honesto ou justo...

A vida abre portas e janelas cabendo, a cada um, a escolha de por onde vai entrar... Ou sair...

E se alguns não alcançam o sonhado e desejado não se deve a destino ou a má sorte. Se deve a opções mal feitas ou erradas... A desvios que foram tomados e que os afastaram da estrada principal!

Pois nem sempre a melhor trilha é aquela mais curta ou aquela que está revestida por um maravilhoso asfalto! E uma estrada de barro ou de areia pode, muitas vezes, ser o melhor caminho...

Sim, ser ou não feliz não depende da sorte! Depende apenas de nós, de nossas ações, reações, opções e decisões...

De como valorizamos ou não pequenas coisas...

De como atuamos em relação a nós mesmos e aos outros... De como entendemos o que eles desejam e querem e de como nós agimos em relação ao que nós, também, desejamos e queremos... E mais nada!

 

 

ROBERTO ROMANELLI MAIA

publicado por pensamentoslucena às 11:28

Novembro 29 2011

 

 

 

 

ROBERTO ROMANELLI MAIA

 

 

 Não nos é possível escapar das conseqüências de nossas ações e reações... Pois em princípio o que damos queremos também receber... E quando isso não acontece surge a decepção, a frustração, a mágoa, a tristeza e a sensação de desamor... Sim, vive o ser humano a angústia de que ao dar felicidade deve receber felicidade... Mas que se der tristeza, não deve receber tristeza e sim alegria e felicidade... E como em geral tudo em nossa vida, não é tão certo nem previsível, nem sempre a cada as qualidades e virtudes, de um, são devidamente valorizadas pelo outro... Sim, a vida não premia alguém por ser ou não ser o melhor, o mais inteligente, o mais dedicado, o mais correto, honesto ou justo... A vida abre portas e janelas cabendo, a cada um, a escolha de por onde vai entrar... Ou sair... E se alguns não alcançam o sonhado e desejado não se deve a destino ou a má sorte. Se deve a opções mal feitas ou erradas... A desvios que foram tomados e que os afastaram da estrada principal! Pois nem sempre a melhor trilha é aquela mais curta ou aquela que está revestida por um maravilhoso asfalto! E uma estrada de barro ou de areia pode, muitas vezes, ser o melhor caminho... Pois ela pode mostrar, a medida que se avança, que a paisagem, encontrada, é mais agradável e bela para os olhos... Sim, ser ou não feliz não depende dos astros! Depende apenas de nós, de nossas ações, reações, opções e decisões... De como valorizamos ou não pequenas coisas... Ou o homem ou a mulher que, num determinado momento, escolhemos como o melhor! Como aquele que queremos amar e ser amado! De como atuamos em relação a nós mesmos e aos outros... De como entendemos o que eles desejam e querem e de como nós agimos em relação ao que nós, também, desejamos e queremos... E mais nada!

publicado por pensamentoslucena às 10:11

Junho 15 2010

Não nos é possível escapar das conseqüências de nossas ações e reações... Pois em princípio o que damos queremos também receber... E quando isso não acontece surge a decepção, a frustração, a mágoa, a tristeza e a sensação de desamor... Sim, vive o ser humano a angústia de que ao dar felicidade deve receber felicidade... Mas que se der tristeza, não deve receber tristeza e sim alegria e felicidade... E como em geral tudo em nossa vida, não é tão certo nem previsível, nem sempre a cada as qualidades e virtudes, de um, são devidamente valorizadas pelo outro... Sim, a vida não premia alguém por ser ou não ser o melhor, o mais inteligente, o mais dedicado, o mais correto, honesto ou justo... A vida abre portas e janelas cabendo, a cada um, a escolha de por onde vai entrar... Ou sair... E se alguns não alcançam o sonhado e desejado não se deve a destino ou a má sorte. Se deve a opções mal feitas ou erradas... A desvios que foram tomados e que os afastaram da estrada principal! Pois nem sempre a melhor trilha é aquela mais curta ou aquela que está revestida por um maravilhoso asfalto! E uma estrada de barro ou de areia pode, muitas vezes, ser o melhor caminho... Pois ela pode mostrar, a medida que se avança, que a paisagem, encontrada, é mais agradável e bela para os olhos... Sim, ser ou não feliz não depende dos astros! Depende apenas de nós, de nossas ações, reações, opções e decisões... De como valorizamos ou não pequenas coisas... Ou o homem ou a mulher que, num determinado momento, escolhemos como o melhor! Como aquele que queremos amar e ser amado! De como atuamos em relação a nós mesmos e aos outros... De como entendemos o que eles desejam e querem e de como nós agimos em relação ao que nós, também, desejamos e queremos... E mais nada!

 

FELICIDADE ROBERTO ROMANELLI MAIA

publicado por pensamentoslucena às 12:00

Pensamentos, reflexões e otimismo para seu dia!!!
mais sobre mim
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


links
pesquisar
 
blogs SAPO